Gabriela foi à sua mãe, dona Regina, se queixar: a vida dela estava um tumulto insuportável, cheia de dificuldades, problemas, angústias. Ela disse à velha senhora que queria uma palavra que a acalmasse e lhe desse uma luz de como enfrentar tanta adversidade. Não tinha coragem de dizer claramente que estava sem dinheiro, que as baladas, as drogas e as viagens estavam consumindo o pouco dinheiro que conseguia como atriz. E como atriz foi até a sua mãe, fazer uma cena.
Don Regina já era macaca velha, não meteria a mão nessa cumbuca. E muito menos na carteira. Entrou no jogo da filha, foi à cozinha, pegou uma cenoura, um ovo e um grão de café.
- O que você vê aqui?
Gabi bufou de leve e respondeu:
- Vejo uma cenoura, um ovo e um grão de café.
A mãe colocou tudo numa panela com água, acendeu o fogo e botou pra ferver.
Depois de um tempo retirou a cenoura, o ovo e o grão de café e perguntou:
- O que você vê agora?
- Vejo uma cenoura, um ovo e um grão de café.
- Ai, Gabriela, acompanha... Não tem nada diferente neles não?
- Tá, a cenoura tá mole, o ovo ta duro e café tá molhado. E água que você ferveu isso tudo tá nojenta.
Dona Regina então chamou a atenção de Gabriela para o significado da água fervente: simbolizava as adversidades pelas quais a gente passa na vida.
- Tem gente que diante de problemas fica mole, fragmentável, inerte. Tem gente que, como o ovo, fica dura, impenetrável. E tem gente que, como o grão de café, não se modifica. Permanece igual e com uma diferença importante: sem deixar de ser ele mesmo, dá o melhor de si à água que o atormenta. E ainda consegue com que ela se transforme, adquirindo perfume e sabor
Gabriela ergueu o canto da boca e suspirou:
- Mãe...
Dona Regina sorriu, inclinou a cabecinha para o lado e susssurrou:
- Fala, minha filhota.
- Enfia o café, o ovo e, principalmente, a cenoura no seu cu, sua vaca.
Saiu batendo a porta da cozinha, resmungando.

Escrito por Fábio às 13h02
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Mijando na Chuva
Suburbanismos
Quarenta Graus Celsius